top of page

Cooperativas de Saude e Segurança da Informação: Desafios e Tendências em um Mundo Digital em Constante Transformação

No mundo digital em constante evolução, a segurança da informação se torna cada vez mais crucial, especialmente para as Cooperativas de Saude, que lidam com dados sensíveis de saúde. Os últimos anos foram marcados por um aumento na frequência e sofisticação dos ataques cibernéticos, exigindo medidas robustas de proteção para garantir a segurança dos dados e a confiabilidade das cooperativas.



Os Incidentes e as Lições Aprendidas

Em 2023 e 2024, diversas Cooperativas de Saude em todo o Brasil sofreram ataques cibernéticos, causando indisponibilidade de serviços, podendo resultar em prejuízos financeiros, incluidos ai eventuais danos à reputação. Esses incidentes servem como um alerta para a necessidade de um compromisso ainda maior com a segurança da informação, que deve ser vista como uma prioridade estratégica, tambem por todas as Operadoras de Planos de Saude.


Apenas nos ultimos dois anos

Diversas Operadoras em todo o Brasil sofreram ataques cibernéticos, causando indisponibilidade de serviços, dentre outros eventuais prejuízos. Entre os incidentes mais recentes, podemos destacar:


  • Fevereiro de 2023: Amil teve dados de clientes expostos após falha em sistema de armazenamento em nuvem;

  • Março de 2024: Ataque cibernético na Unimed Cuiabá afetou o sistema de autorizações para solicitações de atendimento médico;

  • Março de 2023: A SulAmérica sofreu um ataque cibernético que impactou seus serviços online;

  • Março de 2024: Ataque cibernético na Unimed VTRP causou a queda de sistemas internos e do site da cooperativa.


Tendências e Reflexões

A análise dos ataques revela algumas tendências preocupantes:


  • Aumento da Frequência e Sofisticação dos Ataques: Os cibercriminosos estão cada vez mais experientes e investem em técnicas avançadas para explorar vulnerabilidades e comprometer sistemas.

  • Impacto nos Serviços e Reputação: Os ataques podem gerar indisponibilidade de serviços, perda de dados e abalar a confiança dos clientes, impactando diretamente a viabilidade das Operadoras de Planos de Saude.

  • Falta de Preparo e Conscientização: Nem todas as Operadoras de Planos de Saude possuem medidas de segurança adequadas para enfrentar os riscos cibernéticos atuais, e a falta de treinamento dos funcionários também contribui para a vulnerabilidade das instituições.


A LGPD como Aliada na Segurança

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em vigor desde 2020, exige que as empresas adotem medidas para proteger os dados dos seus clientes. A LGPD pode ser um instrumento importante para impulsionar a cultura de segurança da informação nas Operadoras de Planos de Saude, incluidas ai, as Cooperativas, exigindo a implementação de medidas de proteção e conscientizando sobre a importância da segurança dos dados.


A Importância da Parceria com Empresas Especializadas

Diante dos crescentes desafios e da complexa legislação em vigor, contar com o apoio de uma empresa especializada em proteção e privacidade de dados se torna um divisor de aguas as Operadoras. Uma empresa experiente pode auxiliar na implementação de um programa abrangente de segurança da informação, incluindo:


  • Diagnóstico completo da situação atual da segurança da informação;

  • Identificação e mapeamento de riscos e vulnerabilidades;

  • Elaboração e implementação de um plano de ação personalizado por Departamento para mitigar os riscos;

  • Treinamento e conscientização dos funcionários sobre segurança da informação e proteção de dados;

  • Monitoramento constante da rede e dos sistemas para detectar e responder, até mesmo de forma antecipada, a ameaças cibernéticas;

  • Implementação de medidas de segurança técnica e administrativas adequadas;

  • Adequação às normas e leis de proteção de dados, como a LGPD.


Principais Medidas para Mitigar os Riscos

Com base nos incidentes ocorridos e nas melhores práticas de mercado, algumas das principais medidas que uma empresa especializada em proteção e privacidade de dados pode adotar para mitigar os riscos nas Operadoras incluem:


  • Implementação de firewalls, antivírus e outras soluções de segurança robustas;

  • Criptografia de dados em repouso e em trânsito

  • Controle de acesso rigoroso aos sistemas e dados;

  • Segmentação de redes para limitar o impacto de ataques;

  • Planos de backup e recuperação de desastres eficientes;

  • Testes regulares de penetração e avaliações de vulnerabilidades.


Recomendações para as Operadoras:


  • Implementar medidas de segurança robustas e adequadas ao perfil de risco da organização;

  • Realizar treinamentos periódicos sobre segurança da informação para os funcionários;

  • Possuir um plano de resposta a incidentes para minimizar os danos em caso de ataques;

  • Comunicar os incidentes de segurança de forma transparente aos clientes e usuarios;

  • Investir em conscientização dos clientes sobre os riscos cibernéticos;

  • Buscar parcerias com empresas especializadas em segurança da informação.


Recomendações para os Clientes:


  • Criar senhas fortes e não compartilhá-las com ninguém;

  • Manter os softwares e sistemas atualizados;

  • Ficar atento a comunicações oficiais das Operadoras sobre incidentes de segurança;

  • Em caso de dúvidas ou suspeitas de ataques, entre em contato com sua Operadora de Plano de Saude.


A segurança da informação é um compromisso de todos! Tanto para as Cooperativas de Saude quanto para as demais Operadoras, onde Empresas, Clientes e Especialistas em segurança da informação devem trabalhar juntos para construir um ambiente digital mais seguro e confiável, protegendo os dados sensíveis e garantindo a qualidade dos serviços de saúde.




PARCEIROS


Comprometimento com resultados buscando sempre a excelência na gestão do seu negócio. Segurança da Informação e Conformidade na Proteção de Dados, Respeito aos clientes, colaboradores e demais envolvidas retribuindo a confiança depositada. CAMBÉ E LONDRINA/PR - Entre em contato ainda hoje.



Além de soluções SaaS, a CTA oferece consultoria e assessoria para que os ganhos com o uso dos softwares sejam alcançados no menor espaço de tempo. O projeto da CTA chama-se Prefeitur@Rápida e, tem exatamente esta função: simplicidade e agilidade. - Clique e saiba mais, - BARRA DO PIRAÍ - RJ



Plataforma de Gestão 4.0 o ERP mais completo com custo benefício que atende do MEI ao EPP sem muita complicação e facilidade de integração por utilizar plataforma SaaS - Clique e saiba mais, "Condição Especial Contadores" - CURITIBA - PR



Plataforma de Gestão de LGPD descomplicada que cabe no seu bolso, atende do MEI ao EPP com fácil utilização, plataforma SaaS. SÃO PAULO/SP - Clique e saiba mais.



Comprometimento com resultados buscando sempre a excelência na gestão do seu negócio. Segurança da Informação e Conformidade na Proteção de Dados, Respeito aos clientes, colaboradores e demais envolvidas retribuindo a confiança depositada. - LAGES/SC - Entre em contato ainda hoje.


Entregue a adequação de sua empresa para a SOMAXI GROUP, e descubra porque somos a empresa que chegou para somar!



Luiz Gomes

CDPO | Chief Data Privacy Officer - Somaxi Group

DPO | Data Protection Officer - Somaxi Group

Mentor na Rede Governança Brasil - RGB

Membro do Conselho de Usuarios de Serviços Publicos - CGU

Membro da Comissao Especial de Privacidade, Proteção de Dados e IA - OAB/SP

1 visualização0 comentário

Коментарі

Оцінка: 0 з 5 зірок.
Ще немає оцінок

Додайте оцінку
bottom of page