top of page

NÃO ATENDER TITULARES, VAI GERAR MUITAS MULTAS ATÉ 2026

De acordo com estimativas do Gartner, até 2026, as multas devido à má gestão dos direitos dos titulares de dados terão aumentado dez vezes em relação a 2022, totalizando mais de US$ 1 bilhão. São os chamados Subject Rights Requests (SRRs), que o Gartner define como um conjunto de direitos legais que permitem aos indivíduos fazerem exigências e, em alguns casos, alterações para maior clareza em relação ao uso de seus dados.


“Para líderes de Gerenciamento de Segurança e Risco (SRM) em organizações B2C, automatizar os direitos dos sujeitos ou o gerenciamento dos direitos de privacidade do consumidor tornou-se um requisito básico e um pré-requisito para construir confiança”, disse Nader Henein, vice-presidente analista do Gartner. “O gerenciamento de SRRs pode aumentar os níveis de confiança do cliente, fornecendo uma experiência de usuário (UX) de privacidade positiva”, observou.


Impacto comercial do tratamento inadequado ou ineficiente de SRRs


As organizações que lidam com dados devem abordar os SRRs num prazo definido. Respostas deficientes ou atrasadas aos SRRs podem impactar negativamente a confiança de uma organização com seus clientes. Como resultado de longas esperas por uma resposta, a experiência e o sentimento do cliente (CX) também são impactados negativamente. Além disso, os reguladores impõem regularmente multas pelo incumprimento. Estas decisões também determinam a pronta execução dos pedidos.


“Para garantir que os titulares dos dados recebam respostas dentro de prazos, custos e limites de escala aceitáveis, os líderes de SRM devem considerar o estabelecimento de uma base de métricas em torno dos SRRs”, disse Henein.


A evolução dos SSRs


“Embora a necessidade de entrega e cumprimento escalonável de direitos de titularidade não desapareça, a demanda por mais automação levará a um movimento mais rápido em direção a um modelo sem toque”, disse Henein. “Este modelo permitirá que os usuários tenham direitos informativos por conta própria por meio de um portal de privacidade onde os indivíduos poderão navegar detalhadamente por suas informações e entender como elas estão sendo usadas e por quem”, pontuou.


Fonte: Tiinside



PARCEIROS


Além de soluções SaaS, a CTA oferece consultoria e assessoria para que os ganhos com o uso dos softwares sejam alcançados no menor espaço de tempo. O projeto da CTA chama-se Prefeitur@Rápida e, tem exatamente esta função: simplicidade e agilidade. - Clique e saiba mais,


Plataforma de Gestão 4.0 o ERP mais completo com custo benefício que atende do MEI ao EPP sem muita complicação e facilidade de integração por utilizar plataforma SaaS - Clique e saiba mais, "Condições especiais para contabilidades".


Plataforma de Gestão de LGPD descomplicada que cabe no seu bolso, atende do MEI ao EPP com fácil utilização, plataforma SaaS - Clique e saiba mais.



Comprometimento com resultados buscando sempre a excelência na gestão do seu negócio. Segurança da Informação e Conformidade na Proteção de Dados, Respeito aos clientes, colaboradores e demais envolvidas retribuindo a confiança depositada. LAGES/SC - Entre em contato ainda hoje.


Entregue a adequação de sua empresa para a SOMAXI, e descubra porque somos a empresa que chegou para somar!


Damiao Oliveira - COO/CCO - Somaxi Group

Certificação em Segurança Proteção e Privacidade de Dados

Colunista Tech Compliance

Jornalista - DRT 6688/SC

218 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page