top of page

Voce sabe o que é deepfakes e o que elas podem impactar as empresas brasileiras?

Técnica permite recriar a aparência ou a voz humana com o auxílio de IA, possibilitando aos cibercriminosos se passarem por outras pessoas; entenda a tecnologia e saiba como minimizar os ataques a empresas e executivos

Grande parte das empresas no Brasil não têm dimensão dos graves problemas que a prática de deepfakes por cibercriminosos pode acarretar nos negócios. De acordo com levantamento da Kaspersky, mais de 65% dos brasileiros não sabe o que é deepfake e a maioria dos entrevistados no país (71%) não reconhece quando um vídeo foi editado digitalmente usando a técnica.


Recentemente, as deepfakes ganharam força ao redor do mundo por fraudar situações vistas como seguras anteriormente. Um recente comentário do FBI alerta para a utilização dessa tecnologia a fim de obter vantagens nas entrevistas para vagas em trabalhos remotos, com vídeos e imagens alteradas de forma convincente.



A técnica permite recriar a aparência ou a voz humana com o auxílio de inteligência artificial (IA), possibilitando aos cibercriminosos se passarem por outras pessoas.


Contratar alguém por deepfake, por exemplo, pode ocasionar sérios problemas, visto que um funcionário falso tem acesso a informações corporativas confidenciais e dados de clientes, podendo representar uma ameaça à segurança de dados de uma empresa. Com a tecnologia ainda pouco conhecida em solo nacional, dificulta-se a identificação das fraudes.


Veja como minimizar ataques de deepfakes por vídeos


A Kaspersky recomenda algumas medidas para minimizar a probabilidade desses ataques terem sucesso. Ao suspeitar de um vídeo de deepfake, procure pelas seguintes características:

  • Movimentos bruscos;

  • Iluminação instável, mudando de um quadro para o outro;

  • Modo de piscar os olhos estranho ou nenhum piscar;

  • Lábios mal sincronizados com a fala.

Procedimentos básicos de segurança

  • Garantir que funcionários e familiares saibam como funciona a tecnologia de deepfake e os desafios que isso representa;

  • Adquirir conhecimentos sobre mídias e utilizar fontes de notícias de boa qualidade;

  • Utilizar uma solução confiável de segurança cibernética que garantirá suporte ao baixar arquivos maliciosos ou ao visitar quaisquer links suspeitos ou sites de phishing.

E sua empresa, como está se previnindo para possíveis ataques e responsabilização jurídica? E em caso de incidente, já tem como reiniciar as atividades? Não!?


Fale conosco ainda hoje, a @somaxigroup pode te ajudar!



Damiao Oliveira CDPO - Somaxi Group Jornalista DRT 6688/SC

Repórter ANPPD – Portal de Notícias



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page